Especial
Limitar velocidade de motos pode ser ineficaz, diz pesquisa
Para 68% dos motofretistas, projeto de lei não reduzirá acidentes; para 25% a medida pode trazer resultados positivos

O Brasil é o segundo país no ranking com acidentes de motos envolvendo motocicletas. Excessos de velocidade e irresponsabilidade são um dos principais causadores de acidentes no país. Para diminuir este ranking envolvendo motos, o Projeto de Lei PLS 96/2007 foi aprovado em dezembro de 2013, pois se acredita que limitar a velocidade pode minimizar os números de acidentes. No entanto, quem está nas ruas todos os dias afirma que esta medida pode não resolver o problema.

De acordo com dados de uma recente pesquisa realizada pela Revista Mundo Moto sobre o projeto de lei que prevê a instalação de um limitador de velocidade em motocicletas e motonetas para, no máximo, 110km/h,  mais de 68% dos motoprofissionais não concordam com a medida. No entanto, para 25% dos motofretistas, a medida pode ser eficaz. Já para 8%, o projeto isolado, sem que haja outras ações, não será suficiente. O projeto também vale para motos de alta cilindrada.

Para o motoprofissional, Rubens de Carvalho Neto, de 22 anos, o projeto de lei não será o responsável pela redução de acidentes envolvendo motos. “O motoboy sabe como andar em segurança, mas falta mais conscientização, pois alguns abusam da sorte. O projeto até pode intimidar, mas a mudança precisa ser no modo como se guia”, afirma.

Na opinião de Leandro Oliveira dos Anjos, motociclista de 30 anos, a redução da velocidade é uma boa alternativa. “As leis de trânsito existem para serem respeitadas. Acho que será mais uma medida para oferecer segurança, respeito e fazer o motoboy repensar como pilota. É fundamental que cada um tenha responsabilidade na forma em como dirige”, defende.

Para o SindimotoSP, Sindicado dos Motoboys de São Paulo, a medida não tem fundamento, pois as vias de São Paulo já têm suas velocidades limitadas até 90km/h. “Defendemos outras medidas, como mais corredores de motos e sinalizações nos que já existem, regulamentação da velocidade nos corredores pelo Contran, padronização da velocidade nos horários de pico, etc. Acreditamos que será mais um projeto entre os milhares que já existem na câmara”, afirma o presidente do SindimotoSP, Gilberto Almeida dos Santos, o Gil. “Além disso, é necessário mais conscientização de todos e mais orientações na hora de tirar a primeira habilitação”, completa. 

Compartilhar
Compartilhar por E-mail

Comentários

Para postar comentários é preciso estar logado, utilize os campos de acesso no topo desta página ou clique em cadastro
17/02/2014
Capacete não é chapéu!
04/02/2014
Harley-Davidson fecha 2013 com lucro
14/01/2014
Limitar velocidade de motos pode ser ineficaz, diz pesquisa
06/01/2014
Dez conselhos para proteger a sua moto de roubos e furtos
30/12/2013
10 dicas para alcançar seus objetivos em 2014
26/12/2013
Saiba mais sobre o suporte ideal para transportar bicicletas
23/12/2013
Como começar a poupar com o décimo terceiro?
11/12/2013
Natal: confira dicas de presentes para motociclistas!
04/11/2013
16 dicas para evitar o mau uso das velas de ignição nas motos
30/10/2013
Faixa de pedestre é para ser respeitada!
25/10/2013
Você conhece bem o câmbio da sua moto?
22/10/2013
Lançamentos e interatividade com o público fazem do Salão Duas Rodas 2013 o maior da história
17/10/2013
Honda e Harley-Davidson são as marcas de moto dos sonhos dos brasileiros
15/10/2013
Mais de 260 mil pessoas visitam o Salão Duas Rodas 2013
14/10/2013
Com foco em segurança, Abraciclo faz ação inédita de conscientização no Salão Duas Rodas
12/10/2013
Motos e acessórios femininos são destaques no Salão Duas Rodas
11/10/2013
Inazuma 250 é o destaque da Suzuki no Salão Duas Rodas
11/10/2013
Pneus e câmaras de ar para motos são lançados no Salão Duas Rodas
10/10/2013
X Motos do Brasil lança XM250 e XM450 Aluminum Frame no Salão Duas Rodas
09/10/2013
Yamaha VMax chega ao Brasil por R$ 99.000,00
CLIMA TEMPO
PARCEIROS