Especial
Como começar a poupar com o décimo terceiro?
Saber administrar as finanças pode ajudar a realizar sonhos, diz especialista

Os trabalhadores brasileiros começam a receber, nos próximos dias, o décimo terceiro salário e muitos, em uma atitude errada, partem imediatamente para pagar dívidas ou gastar, não percebendo que ganhos extras, na verdade, deveriam ter outra finalidade: realizar sonhos. Assim, mesmo com todos os gastos de fim de ano, este é o momento para começar a poupar.

Antes de tomar qualquer decisão e sair gastando, o ideal seria saber como está a situação financeira atual, bastando fazer um acompanhamento criterioso de tudo que se gasta. “Desde o cafezinho até a própria parcela de um veículo, ou seja, uma espécie de radiografia das nossas finanças, com o objetivo de identificar onde estão os nossos gastos desnecessários, os essenciais, e os prioritários, que nos ajudam a realizar nossos sonhos”, explica a Educadora Financeira DSOP Joelma Dias.

Para Joelma, esse problema preocupa, porque atinge pessoas de diferentes faixas etárias e níveis sociais e culturais, e porque a população brasileira está envelhecendo sem se preparar financeiramente.

A falta de domínio da situação financeira leva a um hábito comum, que é esperar sobrar algum dinheiro no orçamento mensal para realizar os sonhos. “Aja de forma atenta aos gastos que enfraquecem o orçamento do mês, se protegendo de gastos por impulso e refletindo se existe vantagem em adiar um sonho por causa de uma compra não programada. Nosso orçamento também deve nos proteger de gastos emergenciais que têm o poder de destruir o equilíbrio, como uma viagem de última hora, ou o pior, um problema de saúde sério na família. Se não temos uma reserva financeira, todos esses acontecimentos se transformam em pesadelo”, diz o(a) educador(a).

Seja qual for o perfil do consumidor, Joelma diz que reservar parte do que se ganha (principalmente no décimo terceiro) para realizar sonhos é possível, desde que se tenha foco e disciplina. O ideal é definir três sonhos materiais – de curto (um ano), médio (até 10 anos) e longo (mais de 10 anos) prazos. Ele recomenda que, entre esses sonhos, estejam a liquidação de dívidas (caso as tenha) e o próprio sonho da aposentadoria digna, da independência financeira.

Deve-se calcular quanto seria necessário poupar por mês para a realização desses sonhos dentro dos prazos pretendidos. O valor a ser poupado deve entrar no orçamento, ou melhor, deve ser priorizado. Isso significa que o valor a ser poupado para os sonhos devem ser descontados dos ganhos (da receita) e, com o saldo restante, é que se define o real orçamento ou padrão de vida que o indivíduo ou a família terá de adotar, se quiser garantir a realização de seus sonhos.

Para essa readequação de orçamento, recomenda-se um balanço anual da situação financeira, um diagnóstico de gastos diários durante 30 dias – para identificar para onde está indo cada centavo e facilitar a escolha de corte de supérfluos –, além do controle mensal do orçamento.

Esse é um exercício que leva o indivíduo ou a família a um esforço de corte de gastos, porém, motivados pela certeza de que serão recompensados com a realização dos sonhos. Isso está relacionado com o conceito DSOP de Dívida de Valor: aquelas que se contrai porque há o desejo de ampliar o patrimônio, diferentemente da Dívida sem Valor, que não agrega nenhum valor à vida das pessoas e, pouco a pouco, vai minando a saúde financeira. “Talvez você tenha um sonho que não consiga realizá-lo neste fim de ano, mas porque não protegê-lo poupando seus ganhos extras para realizá-lo num futuro próximo? Pense, e saiba muito bem para onde vai o seu dinheiro!”, diz a educadora.

Outras formas de poupar:

Evitar compras por impulso – os consumidores devem se fazer algumas perguntas antes de comprar: “estou comprando por necessidade ou movido por outro sentimento, como carência ou baixa autoestima? Se não comprar isso hoje, o que acontecerá? Tenho dinheiro para comprar à vista? Se comprar a prazo, terei o valor das parcelas na data do vencimento?;

Pesquisar preço e comprar à vista – tudo o que se compra em prestações sai mais caro. Já quem pesquisa o melhor preço, paga menos e aumenta a chance de comprar à vista e obter desconto;

Pedir desconto – se um produto custa R$1.000 e pode ser parcelado em 10 vezes (de R$100), certamente, à vista custará de 10% a 20% menos;

Reter 10% dos rendimentos – para começar a construir a independência financeira, deve-se guardar 10% do que se ganha. Com o tempo, pode-se partir para um plano de previdência privada para complementar o INSS.

Como investir o dinheiro poupado

Joelma explica que poupar é o ato de guardar dinheiro; investir é direcionar o dinheiro poupado ou não gasto a algum tipo de investimento, que também deve estar atrelado ao prazo do sonho e ao perfil do investidor: conservador (não corre riscos), moderado (corre riscos somente em uma pequena parte do investimento) e arrojado (prefere correr riscos e ter mais retorno na aplicação). 

Assim, para sonhos de curto prazo, ele recomenda a caderneta de poupança. Para sonhos de até 10 anos, os fundos de renda fixa ou variável são boas opções, porque, quanto maior o prazo de investimento, menor o imposto cobrado. Investimentos como CDB, títulos do tesouro direto, ouro, entre outros, requerem ajuda de profissionais especializados para avaliação de vantagens e riscos. Já os investimentos de longo prazo, como ações na Bolsa de Valores, títulos do Tesouro Direto e previdência privada, exigem cuidado maior, porque há punições tributárias, caso queira resgatar a curto ou médio prazos.

 

 

Compartilhar
Compartilhar por E-mail

Comentários

Para postar comentários é preciso estar logado, utilize os campos de acesso no topo desta página ou clique em cadastro
17/02/2014
Capacete não é chapéu!
04/02/2014
Harley-Davidson fecha 2013 com lucro
14/01/2014
Limitar velocidade de motos pode ser ineficaz, diz pesquisa
06/01/2014
Dez conselhos para proteger a sua moto de roubos e furtos
30/12/2013
10 dicas para alcançar seus objetivos em 2014
26/12/2013
Saiba mais sobre o suporte ideal para transportar bicicletas
23/12/2013
Como começar a poupar com o décimo terceiro?
11/12/2013
Natal: confira dicas de presentes para motociclistas!
04/11/2013
16 dicas para evitar o mau uso das velas de ignição nas motos
30/10/2013
Faixa de pedestre é para ser respeitada!
25/10/2013
Você conhece bem o câmbio da sua moto?
22/10/2013
Lançamentos e interatividade com o público fazem do Salão Duas Rodas 2013 o maior da história
17/10/2013
Honda e Harley-Davidson são as marcas de moto dos sonhos dos brasileiros
15/10/2013
Mais de 260 mil pessoas visitam o Salão Duas Rodas 2013
14/10/2013
Com foco em segurança, Abraciclo faz ação inédita de conscientização no Salão Duas Rodas
12/10/2013
Motos e acessórios femininos são destaques no Salão Duas Rodas
11/10/2013
Inazuma 250 é o destaque da Suzuki no Salão Duas Rodas
11/10/2013
Pneus e câmaras de ar para motos são lançados no Salão Duas Rodas
10/10/2013
X Motos do Brasil lança XM250 e XM450 Aluminum Frame no Salão Duas Rodas
09/10/2013
Yamaha VMax chega ao Brasil por R$ 99.000,00
CLIMA TEMPO
PARCEIROS